19
01 / 2018

Governo suspende temporariamente ação de desocupação no Noroeste

Distrito Federal

Tamanho

Na tarde desta quarta-feira (18), representantes do governo de Brasília se encontraram com catadores de material reciclável que ocupam irregularmente área no Setor Habitacional Noroeste, no Plano Piloto, pertencente à Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). Durante a reunião na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Executivo local concordou em suspender temporariamente a remoção iniciada no fim da manhã de terça-feira (17) e negociar a retirada das famílias.

Até novo encontro, marcado para 1º de junho, o governo verificará a situação de cada família nos cadastros sociais. "Vamos ver quais pessoas estão próximo da contemplação e encontrar as que se encaixem no perfil da vulnerabilidade", explica o diretor imobiliário da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Jorge Gutierrez.

Porém, segundo a diretora-presidente da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), Bruna Pinheiro, que esteve no local na manhã desta quarta-feira, ninguém ficará na área irregularmente ocupada. "Estamos negociando para que as pessoas saiam sem que precisemos continuar a operação de retirada", destaca.

Além de ser área pública, Bruna reforçou que se trata de um parque dentro da Área de Relevante Interesse Ecológico Cruls.

Operação
Diferentemente de terça-feira (17), quando a operação ocorreu sem problemas, na manhã desta quarta, os moradores atearam fogo em pneus e entulhos para dificultar a entrada das equipes de 12 órgãos do governo de Brasília participantes da ação. As negociações foram conduzidas pela diretora-presidente da Agefis com o diretor imobiliário da Codhab.

No primeiro dia da operação, 20 barracos foram derrubados e somente uma família solicitou o transporte do mobiliário para outro local. O material que constituía as edificações, além de 380 metros de cerca, seguiu para o aterro controlado do Jóquei em seis caminhões cedidos pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

No total, aproximadamente 80 barracos de lona e de madeira serão retirados do lugar, que fica às margens de pista lateral do Setor Militar Urbano. A previsão inicial era que a operação terminasse na quinta-feira (19). Porém, o cronograma vai depender do reinício das remoções.

Se você está buscando um novo emprego, selecione abaixo:

Cadastre seu currículo agora   Envie seu currículo para dezenas de empresas

Revise seu currículo com um especialista   Consultoria gratuita para obter um emprego