24
02 / 2018

Governo leva serviços de saúde e cidadania a municípios que integram o Plano Mais IDH

Maranhão

Tamanho

Serviços de saúde oferecidos em municípios do Plano Mais IDH. Foto: Divulgação

Serviços de saúde oferecidos em municípios do Plano Mais IDH. Foto: Divulgação

Moradores de três municípios que integram o Plano Mais IDH, Santana do Maranhão, Água Doce e Milagres do Maranhão, receberam, na última sexta-feira (04), serviços de saúde, cidadania e direitos humanos oferecidos pelo Governo de Estado. Eles tiveram acesso a atendimentos realizados pela Carreta da Mulher e pelo Viva em atividades coordenadas pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em parceria com as secretarias de Estado da Saúde (SES), da Mulher (Semu) e com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

A organização e mobilização local da ação conjunta foram realizadas pela coordenação do Programa ‘Sim, Eu Posso – Circuito de Cultura’, que visa eliminar o analfabetismo nas cidades que integram o Mais IDH. “Esta é uma feliz coincidência na qual, o Governo do Estado, por meio do Plano Mais IDH, pode trazer para Santana do Maranhão dois serviços fundamentais, garantindo os direitos da população. Mais importante ainda porque os participantes do programa Sim, Eu Posso estão trocando suas carteiras de identidade que, antes, tinham apenas o registro do dedo, por uma com assinatura”, disse o secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

Estudantes do Sim, Eu Posso tiram identidade com assinatura. Foto: Divulgação

Estudantes do Sim, Eu Posso tiram identidade com assinatura. Foto: Divulgação

Santana do Maranhão é um dos oito municípios maranhenses que participam do programa ‘Sim, Eu Posso’, que integra o Plano Mais IDH, coordenado pela Sedihpop. Na manhã de sexta-feira (4), o casal Francisco José Ribeiro e Ana Maria Ramos da Silva trocou seus documentos de identidade (RG) que, pela primeira vez, ganha a assinatura. Eles participaram e foram alfabetizados pelo ‘Sim, Eu Posso’, desenvolvido por educadores e coordenadores brigadistas doMovimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na região sede deSantana do Maranhão e nos povoados ao redor do município.

A alegria de ter a assinatura no documento de identificação será ainda experimentada por outros alunos de Santana do Maranhão e das outras localidades. Francisco José e Ana Maria se dizem satisfeitos por terem participado do programa e agradecem aos seus educadores e coordenadores. “Pensávamos que nunca aprenderíamos a ler e escrever, mas, nos últimos meses, temos comparecido as aulas e esperado a oportunidade de mostrarmos os que já aprendemos. Já estamos lendo e aprendendo cada vez mais nas aulas do Sim, Eu Posso. Queremos que esse programa não acabe”, disse Francisco José.

O casal pôde tirar a nova carteira de identidade no mutirão do Viva, enviado pela Sedihpop para os municípios que participam do ‘Sim, Eu Posso’. Instalado desde sexta-feira (4), na Câmara Municipal de Santana, o mutirão do Viva pretende emitir 140 documentos de identidade por dia. A expectativa é expedir até 400 identidades, inscrição e consulta do Cadastro de Pessoa Física (CPF), certidão de antecedentes criminais e serviços do balcão do cidadão, que incluem emissão de boletim de ocorrência, consultas (NIT, PIS/PASEP, bolsa família), inscrições em concursos e outros serviços online.

Saúde da mulher 

A Carreta da Mulher lotou a sede da Prefeitura de Santana do Maranhão nos dois primeiros dias de ação na cidade. Dona Paulina, moradora da Rua Itamatias, em Santana do Maranhão, é um exemplo de cuidado da saúde para a cidade. Não satisfeita em se comprometer a ir regularmente ao médico, ela ajuda vizinhos e parentes a se prevenir. “As pessoas, principalmente os homens, não gostam de ir ao médico. Exceto quando já estão desenganados. Não dá para ser assim. Do contrário, a gente pode descobrir doenças como o câncer já quando não tem mais jeito. Infelizmente, isso é muito comum”.

Carreta da Mulher que levou serviços municípios do Plano Mais IDH. Foto: Divulgação

Carreta da Mulher que levou serviços municípios do Plano Mais IDH. Foto: Divulgação

Mulheres de todas idades puderam fazer exame Papanicolau (preventivo), testes de glicemia e ainda receber orientações de saúde. Idosas como Dona Paulina puderam fazer mamografia na Carreta da Mulher. “Esta é uma boa oportunidade para as mulheres da cidade se consultarem. Não é todo dia que a gente consegue uma consulta tão próximo de casa. Os gastos são muitos porque para termos acesso a serviços de saúde mais especializados precisamos ir para uma cidade longe daqui, como Parnaíba, que fica em outro estado”, afirma Carliane Araújo, 21 anos, dona de casa, de Santana do Maranhão.

Até domingo (13), a expectativa da Carreta da Mulher é realizar, diariamente, 60 mamografias, 60 exames preventivos, 80 aferições de pressão e 80 testes de glicemia. “Os serviços de saúde são fundamentais para que as mulheres se previnam. Programamos ações de saúde durante o mês do Outubro Rosa, em uma campanha para prevenir as maranhenses contra o câncer de mama. Esta ação é uma extensão da programação feita pelo Plano Mais IDH”, disse a secretária ajunta de Promoção de IDH, Loroana Santana.

Agenda – Carreta da Mulher

Dia 07, 08 e 09 de novembro – Milagres do Maranhão

Dia 10, 11 e 12 de novembro – Afonso Cunha 

Agenda – Mutirão Mais IDH

De 09 a 12 de novembro – São João do Carú, São João do Sóter e São Francisco do Maranhão

De 15 a 11 de novembro – Lagoa Grande do Maranhão, Fernando Falcão e Jenipapo dos Vieiras

De 21 a 24 de novembro – Governador Newton Bello, Serrano do Maranhão e Pedro do Rosário

Se você está buscando um novo emprego, selecione abaixo:

Cadastre seu currículo agora   Envie seu currículo para dezenas de empresas

Revise seu currículo com um especialista   Consultoria gratuita para obter um emprego