17
02 / 2018

Jackson Barreto afirma que PCCV será implantado em maio

Sergipe

Tamanho

O governador Jackson Barreto começou a semana de trabalho falando para os sergipanos em entrevista à TV Sergipe e 103 FM na manhã desta segunda-feira, dia 07. No telejornal Bom Dia Sergipe, o governador fez um resumo da viagem que fez à Brasília, onde foi buscar recursos para o estado de Sergipe. Disse que conversou com ministros e com a presidente Dilma Rousseff. Falou sobre os problemas nas áreas da educação, saúde, sobre a desigualdade de investimentos destinados à Sergipe em relação a outros estados da região Nordeste e da instalação de uma fábrica de cimento do grupo Apodi, que é uma luta que o governo trava há um ano, para conseguir a liberação de um terreno da Petrobras, fábrica essa que trará para o estado um investimento da ordem de um R$ 1 bilhão.

O apresentador do Bom Dia Sergipe começou a entrevista fazendo um resumo dos assuntos que foram tratados nos cinco dias de viagem e nas 17 reuniões nos diversos setores do poder federal. O primeiro questionamento do jornalista foi sobre a questão da desigualdade de verbas destinadas ao estado que foi uma reclamação do governador do estado.

“Disse à presidente que estamos vivendo em um sanduíche. Alagoas tem um padrinho, é o Renan Calheiros, presidente do Congresso. Na Bahia, o governador tem um padrinho que é o ministro Jacques Wagner, da Casa Civil, e nós estamos aqui imprensados nesse sanduíche. Eu pedi a ela que assumisse a paternidade do meu estado, para poder equilibrar os recursos da União para que Sergipe, Alagoas e Bahia tenham recursos na mesma proporção. Mostrei para ela as diferenças em várias áreas: infraestrutura, saúde e todo esforço que temos feito na área de segurança pública. Hoje, inclusive, teremos uma formatura de mais 350 novos soldados da Polícia Militar”, respondeu.

Jackson falou sobre a proposta do Governo Federal de aumentar os prazos das dívidas públicas. “Além disso, procurei intermediar a preocupação dos governadores dos outros estados, estamos no processo da renegociação da dívida dos estados. Pedi uma proposta concreta para os governadores, e essa proposta surgiu na sexta-feira e está sendo trabalhada. Gostei muito da proposta que é renegociar a dívida dos estados para mais 20 anos e a dívida do BNDES para mais dez anos com carência de mais quatro anos. Mas teremos que fazer aperto e reajuste. Mostramos para a presidente que o estado de Sergipe consegue fazer um ajuste de tal forma que o custeio da máquina em 2015 foi de valor idêntico ao custeio da máquina em 2009, significa que estamos fazendo a nossa parte,” esclareceu.

Obras federais

“Na BR 101, houve falta de recursos para concluir porque o trecho de Estância a Cristinápolis não foi licitado ainda. Houve, no início, a polêmica de dois municípios de Umbaúba e Cristinápolis. Essa parte não vai ser licitada agora. Quero, pelo menos que a parte que vem do estado de Alagoas, até o trecho do município de Itaporanga seja concluído para que melhore o trânsito. O maior problema é de recursos, mas é preciso priorizar essas obras que são de interesse da população”, contou.

O fortalecimento da educação também foi tema de questionamentos. “Coloquei para o ministro da Educação a questão dos Institutos Federais, que as obras estão paralisadas, a exemplo do de Propriá e que precisamos retomar, o ministro da saúde também nos recebeu e foi muito correto com a gente. Disse que vai mandar uma equipe para avaliar tudo o que o estado está produzindo nos hospitais de Sergipe e não estão recebendo repasses do Governo Federal, vai nos pagar a altura do que fazemos nos diversos hospitais do estado”.

Zika vírus

A questão de saúde que tem preocupado todo o país foi também abordada durante as entrevistas e o gestor foi questionado se o Estado está preparado para atender a demanda de casos das doenças como zika vírus, dengue e chikungunya.

“O Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, nos prometeu que em 15 dias vai assinar a ordem de serviço para implantação do esgotamento sanitário na região Norte da cidade, a partir do conjunto Bugio. Nós já estamos com projeto pronto, com dinheiro em caixa, esperando apenas a ordem de serviço. Você sabe que Aracaju tem uma cobertura de mais de 90% da cidade com esgoto e agora estamos complementando. Quando discutimos com o ministro da saúde recursos para atender ao problema do aedes aegypti, ele nos garantiu que os recursos virão. Mostramos pra ele 190 casos de microcefalia par ele que aqui no estado de Sergipe”, contou o governador.

Segurança Pública

“Hoje à noite, estaremos participando da formatura dos mais de 357 novos soldados da polícia militar. Eles se formam hoje e serão logo integrados à PM e vão para as ruas. Agora em março, devemos iniciar o processo de nomeação de novos agentes da polícia civil, que vão contribuir para ampliar asegurança do estado na capital e interior. E hoje, quando eu chegar para a formatura, acredito que um outro grupo, que são os excedentes do concurso, deve estar na porta para pedir ao governador que eles sejam aproveitados e como o estado precisa, eu vou aguardar até o mês de maio para fazer isso. Não só pela receita, mas pela conclusão do processo de renegociação das dívidas do Estado porque você tendo um retrato de como vão ficar as finanças, você assume um outro compromisso de que este restante dos concursados sejam incorporados para aumentar o efetivo da polícia. Já incorporei mais de mil soldados na Polícia Militar. Quero que os sergipanos compreendam que estamos fazendo a nossa parte e a polícia tem dado as respostas.

Oncologia

“Nós contratamos serviços na área da oncologia na cidade alagoana de Arapiraca. São 105 pacientes com investimento de R$ 8 mil por paciente, mais transporte e uma ajuda de custo. Estamos construindo um novo Bunker de radioterapia com aparelhagem nova e ultramoderna, até o final do ano essa parte esteja concluída e a população não irá sofrer tanto nos próximos anos. Paralelo a isso, estamos esperando a inauguração de uma clínica particular aqui em Aracaju, que deverá vender serviços ao Estado na área de oncologia e onde vamos contratar serviços para atender melhor essa população que vive desse mal, que também me angustia muito. Já vivi isso na minha casa, sei como é difícil e quero pedir desculpas à população por esse sofrimento, mas com um ano de governo não tenho como resolver problemas de anos a fio com aparelhagem velha e quebrada. Providências estamos tomando, e vocês estão vendo isso” explicou o governador.

Usina Termoelétrica

Segundo o governador, o assunto também foi tratado em Brasília. “Na última sexta-feira, estivemos no Rio de Janeiro a convite do grupo GenPower e seu parceiro estratégico neste empreendimento, a empresa norueguesa Golar LNG, que compõem uma joint-venture para discutirmos a termoelétrica, espero que essas coisas acontecem, porque é geração de riquezas para Sergipe um investimento de quase R$ 3 bilhões. A empresa está adquirindo um terreno da Codise, na Barra dos Coqueiros. Outro ponto importante foi a resolução do problema da fábrica de cimento em Santo Amaro das Brotas. A presidente ligou na hora para o presidente da Petrobrás e já foi resolvido um problema que estou tentando resolver há mais de um ano, um investimento de R$ um bilhão. São mil empregos durante a construção da fábrica e 500 empregos quando a fábrica jáestiver funcionando. A crise é nacional estamos trabalhando para conseguir passar por ela”, esclareceu.

Resultado

“Foi uma semana de muito trabalho e muito sucesso e eu espero que os resultados sejam sentidos pela população. Estamos fazendo um esforço também com a segurança pública, tenho certeza que a população está vendo o nosso esforço e o nosso trabalho nessa área. Quando Sergipe conseguir fazer a renegociação da dívida, a minha esperança é que vá sobrar um pouco mais de recursos para investir e nesse particular acho que a nossa viagem foi bastante favorável e vitoriosa, porque trabalhamos em cima de objetivos muito claros. A situação do país é muito difícil, é preciso compromisso e criatividade. Muito obrigada aos sergipanos pela compreensão. E aos servidores que estão aguardando o PCCV, quero avisar que será no mês de maio”, concluiu.

Se você está buscando um novo emprego, selecione abaixo:

Cadastre seu currículo agora   Envie seu currículo para dezenas de empresas

Revise seu currículo com um especialista   Consultoria gratuita para obter um emprego