20
08 / 2017
43 Novos artigos

Brasília completa 56 anos

Especiais

Tamanho

Brasília completa 56 anos nesta quinta-feira, 21 de abril. A capital federal, criada por Juscelino Kubitschek a partir de um sonho de integrar as regiões do país, ainda está descobrindo sua identidade. Entre as obras dos arquitetos Oscar Niemeyer e Lelé (João Filgueiras), dos azulejos e painéis de Athos Bulcão, dos jardins de Burle Marx e dos vitrais de Marianne Peretti criou-se um jeito novo de viver, mais organizado e tranquilo.

A cidade que já começa a ter sotaque reúne gente de todo o País. Gente que fincou raízes no cerrado e que tem buscado cada vez mais formas de valorizar os espaços da cidade e demonstrar seu amor.

Com o objetivo de atrair mais turistas, novos roteiros foram criados e alguns oferecem passeios com gente que conhece bem a cidade, de arquitetos a historiadores. Há também lojas onde é possível encontrar lembrancinhas com a cara da capital, como a loja da Fundação Athos Bulcão, onde é possível encontrar os azulejos, gravuras e outros produtos com o design do artista plástico que transformou Brasília em um museu a céu aberta.

Assim, Brasília vai sendo divulgada em outras cidades e países, deixando de ser conhecida apenas como centro da política e do poder, para ser referência também em arte e cultura. Para se ter uma ideia, Brasília está entre as cidades que mais atrai turistas estrangeiros no País. Em 2015, foram 107 mil estrangeiros, um crescimento de 7% em relação a 2014, ano da Copa do Mundo, segundo o novo Anuário Estatístico de 2015 do Ministério do Turismo.

Ocupa Brasília

Com tantas áreas verdes e abertas, muitos eventos gratuitos e que promovem o encontro de pessoas vêm surgindo. A cidade sem esquinas e com pouca gente na rua já não é a mesma. O Picnik é um exemplo disso e reúne talentos do design, fotografia, moda, artesanato, música e gastronomia que, juntos, movimentam a economia.

O economista Miguel Galvão, idealizador da festa diurna, conta que o evento surgiu em 2012 no calçadão da Asa Norte. “O Picnik surgiu como uma plataforma de encontro entre pessoas, onde famílias pudessem participar com crianças e sem custo. Começamos com 20 expositores e hoje já temos 210”, relembra.

Outro espaço cultural importante é o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) que organiza em seus amplos jardins uma extensa programação cultural que vai desde apresentações musicais, passando por exposições e até sessões de meditação durante a lua cheia. Para o aniversário a cidade, o CCBB inaugura a exposição Mondrian e O Movimento De Stijl, com obras do artista holandês.

Nas redes sociais, o programa no canal do Youtube Minha Brasília, do turismólogo Daniel Zukko também faz sucesso e já possui quase 20 mil inscritos.  No canal, Zukko entrevista personalidades da cidade e celebridades dentro de uma Brasília, carro criado pela Volkswagen em 1973 também para homenagear a capital.

“Durante muito tempo, todo mundo queria sair daqui, mas agora surgiu um movimento de levantar a bandeira da cidade”, contou ele. Em homenagem à cidade, Zukko fará uma exposição de fotos, no shopping Pier 21, até 8 de maio, com entrada gratuita.

Fora do comum

Para quem quer conhecer Brasília, uma boa pedida é aproveitar os locais ao ar livre para apreciar o pôr do sol ou fazer um piquenique, como na Ermida Dom Bosco, no Jardim Botânico, no Parque da Cidade ou no Zoológico. Conhecido como o “mar de Brasília”, o céu azul fica ainda mais bonito no período da seca.

Vale conhecer também a Torre de TV e a superquadra modelo, SQS 308, na Asa Sul, que tem até um laguinho com carpas, um jardim de infância e um Clube Vizinhança, modelo do urbanista Lúcio Costa, durante a criação da cidade. Na banquinha de jornais da SQS 308, há um espaço específico para livros de Brasília.

Tocha olímpica

A jovem capital será a primeira parada da tocha olímpica, em 3 de maio, durante o revezamento que passará por mais de 330 cidades brasileiras. Para o Ministério do Turismo, que investiu cerca de R$ 23,8 milhões em obras de infraestrutura turística para tornar a capital um grande atrativo nacional e internacional, o revezamento da tocha será uma grande oportunidade de nacionalização dos Jogos Olímpicos.

Fonte: Ministério do Turismo

Se você está buscando um novo emprego, selecione abaixo:

Cadastre seu currículo agora   Envie seu currículo para dezenas de empresas

Revise seu currículo com um especialista   Consultoria gratuita para obter um emprego

Comece já a receber nossa revista gratuita. Direto em seu correio as principais notícias da cidade.

Patrocinadores